Qual a importância do ROI na hora de investir no mercado imobiliário?

roi
roi

Para aqueles que trabalham na área de comunicação e marketing, certamente, o termo ROI não é nenhuma novidade. A palavra é uma sigla da língua inglesa que significa return on investment, que em português pode ser entendida como retorno de investimento. No entanto, essa métrica pode ser usada em outros negócios também, inclusive, para quem quer investir no mercado imobiliário.

Hoje, bancos e demais instituições financeiras nos oferecem diversas possibilidades para investirmos aquele dinheiro que sobra no fim do mês. Contudo, um investimento que continua em alta e, muitas vezes, é garantia de uma boa renda mensal e segurança futura é a aquisição de casas e apartamentos, sejam residenciais ou mesmo para finalidades comerciais.

Se você está interessado nesse tipo de investimento, mas ainda não sabe como calcular o ROI e como a métrica pode auxiliar a tomar decisões, abaixo, listamos algumas dicas que poderão ajudar você desde já. Confira!

O que é o ROI?

Como o próprio nome da sigla diz, o ROI nada mais é do que a avaliação feita para identificar o quanto de retorno se obteve para um investimento. Por exemplo, imagine que uma empresa queira aumentar suas vendas de um produto e cria uma campanha de divulgação no Instagram.

Essa estratégia será paga para alcançar um maior número possível de potenciais clientes, ao mesmo tempo em que as vendas serão mensuradas no período da campanha. Ao fim do período de divulgação, o ROI fará a comparação entre o dinheiro investimento na estratégia da rede social e o quanto foi vendido para identificar o retorno financeiro que a empresa obteve.

Ou seja, basicamente, o ROI serve para identificar se uma estratégia de investimento resultou em um saldo positivo ou em prejuízo, sendo muito eficiente também para se usar no mercado imobiliário. Nesse sentido, essa é mais uma ferramenta segura que vai ajudar o investidor a tomar a melhor decisão sobre onde aplicar o seu dinheiro.

Obviamente, para se investir em um bem durável e caro como um imóvel, é importante considerar inúmeras variantes. Por isso, quanto mais ferramentas o investidor puder contar para avaliar possíveis riscos, mais acertado será o seu investimento e menos prejuízos ele terá.

Qual é a importância desse cálculo?

Saber o retorno de um investimento não é importante apenas quando se compra um imóvel, pelo contrário, é indicado que você sempre esteja por dentro sobre prejuízos ou ganhos quando se aplica qualquer quantia. No entanto, quando o imóvel não é adquirido para uso próprio, mas sim para se obter uma renda, proveniente de alugueis, por exemplo, o uso da métrica ROI é realmente indispensável.

Quem adquire um imóvel para ter uma fonte de renda, deve pensar na situação econômica do local, avaliar se onde o imóvel está inserido realmente vale a pena fazer determinado tipo de investimento e analisar outros tipos de negócios também. Em todas essas análises é possível encontrar respostas práticas usando os recursos de análise do ROI.

Como avaliar a confiabilidade do empreendimento?

Para se avaliar a confiabilidade de um empreendimento, comece identificando as perspectivas de bons negócios que ele apresenta. Por exemplo, sabemos que nas grandes cidades a rotatividade de dinheiro é maior, assim como nas regiões turísticas também. Então, a primeira dica é se certificar de que a cidade onde você pretende investir esteja em um momento de desenvolvimento ou mesmo se tem capacidade para se desenvolver nos próximos anos.

Cidades grandes como São Paulo, Santos, Campinas e Guarulhos, por exemplo, são alguns exemplos de locais em pleno desenvolvimento e que as chances de bons negócios para os próximos anos são bem altas. Claro, avalie também onde o imóvel está localizado, se é uma área com infraestrutura, se é um bairro residencial ou comercial – o que é importante de acordo com o tipo de investimento que você pretende fazer.

Usando o ROI, faça projeções sobre quanto tempo você precisará para ter retorno do investimento. Lembrando de que investimentos imobiliários não são como lojas ou outros estabelecimentos comerciais que em alguns meses você conseguirá obter tudo o que foi investido para a compra e reformas, por exemplo. É preciso ser realista, entender que esse investimento tem suas particularidades e é necessário pensar a médio e longo prazo para ter seus benefícios.

Além disso, adquirir um imóvel não significa que a renda que poderá ser obtida a partir dele será somente proveniente de alugueis. Pelo contrário, até mesmo se você quiser vender também poderá não apenas recuperar o que foi gasto, mas também obter lucro. Por isso que vale a pena avaliar quesitos como localização e estrutura em volta para ter certeza de que a área será ainda mais valorizada com o passar dos anos.

Como o mercado imobiliário se diferencia dos outros investimentos?

Em uma economia instável como o Brasil, que em alguns anos vai muito bem, mas em outros oferece grandes dificuldades para empreendedores e mesmo investidores, o ideal é sempre investir em algo que ofereça maiores garantias. Esse é o caso dos investimentos imobiliários, pois ter uma casa ou mesmo um espaço onde pode ser criada uma empresa, de certa maneira, é uma garantia para momentos de dificuldades financeiras.

Comprar um imóvel ou investir em uma poupança são considerados investimentos com menos riscos, para pessoas mais conservadoras – que é o perfil de boa parte dos brasileiros, que não querem ter surpresas no futuro por conta da flutuação da economia. Por isso que o mercado imobiliário se diferencia dos demais investimentos e é um dos mais sólidos no país.

Quais cuidados levar em consideração?

Fazer os cálculos do ROI é bem simples e você precisa de poucas informações para obter os resultados. Basicamente, a fórmula é a seguinte: receita – custo / custo. Para exemplificar, vamos usar os seguintes dados: um imóvel foi adquirido por R$100 mil (custo) e vendido por R$150 mil (receita).

Nesse exemplo, a conta a ser feita é:

ROI: 150 mil – 100 mil/ 100 mil = 0,5

O ROI é de 0,5, que deve ser multiplicado por 100, resultando no percentual de 50%. Ou seja, para cada real investido você obteve um retorno de R$0,50. A conta é muito simples de ser feita e pode ser usada em diversas situações.

Muitos fatores podem favorecer o incremento do ROI, como o tempo a ser considerado para obter retorno do investimento, situação do mercado imobiliário e do imóvel também, por exemplo. A dica é sempre considerar o maior número de variáveis possíveis, procurar por investimentos mais seguros, ainda mais se você for inexperiente no assunto, e sempre buscar fontes de informações confiáveis.

Depois de todas essas dicas e informações sobre ROI, aposto que você já está querendo saber mais informações sobre o mercado imobiliário. Então, aproveite para ler o post que já fizemos sobre análise de crédito para financiamento de imóveis!