studios e flat

Saiba como funcionam os studios e flats e entenda a diferença entre eles

Powered by Rock Convert

Studios e flat são excelentes opções para quem tem uma rotina agitada e gostaria de morar na região central de São Paulo. Afinal, esses empreendimentos costumam ser bem localizados e oferecer serviços que facilitam a vida dos moradores.

Porém, antes de optar por um ou outro, é preciso entender o que significa cada um deles. Studios são imóveis modernos e, em geral, apresentam uma integração entre os cômodos. Já a maioria dos flats tem uma separação mais definida dos ambientes.

Neste artigo, destacamos as quatro principais diferenças entre eles, para que você possa compreender tanto o que é apartamento studio quanto o flat. Confira!

1. Tamanho do imóvel

O tamanho é uma característica utilizada para distinguir studios e flat. Geralmente, o apartamento studio mede entre 23 m² e 35 m², ainda que haja variações de um projeto arquitetônico para outro. O flat costuma ser um pouco maior, sendo comum encontrarmos imóveis desse tipo em São Paulo com 66 m² a 120 m².

Os studios podem funcionar bem para quem mora sozinho ou para quem está começando uma família. O Domy Vila Mariana, por exemplo, tem studio de um ou dois quartos com até duas suítes, ideal para recém-casados ou casais que pretendem ter filhos. Alguns dos modelos do Domy podem chegar a 85 m², dependendo do número de dormitórios e suítes.

2. Cômodos e integração dos ambientes

A distribuição dos cômodos é outro fator que diferencia studios e flat. O apartamento tipo studio tem como principal traço a integração, sendo marcado pela presença de cozinha americana ou da sala integrada com o terraço. Os quartos e banheiros, por outro lado, são separados.

Aliás, essa é uma marcante diferença de loft e studio, já que a primeira opção é mais ampla, sem divisões de paredes e com um pé-direito bem alto. Já a estrutura do flat é muito parecida com a de imóveis tradicionais, pois todas as separações de ambientes estão mantidas.

3. Perfil dos moradores

De modo geral, quem opta por um flat busca uma solução temporária de moradia ou deseja investir em imóveis, visto que diversos serviços estão inclusos no pagamento do condomínio.

Já os moradores de studios têm um perfil diferente, pois eles buscam um lugar para viver por períodos mais longos e, até mesmo, a vida inteira. Para ficar ainda mais claro qual tipo de imóvel se encaixa melhor nos interesses de cada morador, detalhamos abaixo alguns pontos importantes a serem considerados. Prossiga com a leitura e confira!

Para qual número de pessoas cada alternativa é mais indicada?

Tanto o flat quanto o estúdio são imóveis pequenos. O flat é pouco maior do que um quarto de hotel, ao passo que o estúdio tem cerca de 30 m². Por essa razão, se quiser realmente usufruir da praticidade que oferecem, o mais indicado é que se more sozinho neles.

Vale lembrar que um dos grandes diferenciais desses imóveis é o fato de estarem bem localizados e dentro de condomínios que ofereçam serviços ou facilidades diversas. O pouco espaço é compensado por outros fatores que não são encontrados em uma propriedade comum. O modelo Axis Vila Mariana é um ótimo exemplo, já que aglutina todas essas vantagens em um mesmo lugar.

Qual estilo de vida é contemplado pelas opções de flat e studio?

O flat é voltado para empresários ou profissionais liberais que têm uma vida corrida e querem viver da forma mais prática possível. Dizemos isso porque o flat conta com vários dos serviços oferecidos em um hotel, que também fazem parte das vantagens desse imóvel.

O que se paga de condomínio já costuma incluir refeições, lavanderia e demais facilidades. A diferença está no fato de que o ambiente é muito mais aconchegante e doméstico do que um quarto de hotel, não sendo algo tão formal. Como você pode imaginar, isso deixa o morador mais à vontade.

O studio tem um perfil mais habitacional do que o flat e se encontra em edifícios que contam com áreas de lazer, piscina e salão de jogos. Eles podem conter também lavanderia coletiva e serviços de limpeza. A ideia é que o morador usufrua da área onde mora, a fim de manter a praticidade — e não somente encare o imóvel como um dormitório, ainda que seja pequeno.

Que tipos de animais é possível ter nesses ambientes?

Geralmente são aceitos pets de pequeno porte, ou seja, com até dez quilos. Tanto para a qualidade de vida do morador, quanto para a do próprio animal, é normal que existam algumas restrições. Imagine um cachorro grande vivendo em um espaço como esse ou vários animais coabitando um local que preza pela praticidade, por exemplo. Por tais motivos, delimita-se a presença de seres menores nesses imóveis.

4. Serviços oferecidos

Por fim, a oferta de serviços é algo que distingue bem o studio do flat. Localizado na Vila Clementino, o State Ibirapuera é um exemplo de empreendimento com unidades tipo studio, com condomínio que disponibiliza lavanderia e bar na cobertura, além de várias opções de lazer.

Porém, os serviços do flat são bem parecidos com os de hotel ou pousada, como recepção, limpeza, lavanderia e restaurante. Para quem tem dúvidas sobre qual é a diferença entre flat e apartamento, saiba que essa é a principal delas e, inclusive, interfere no valor do condomínio. Independentemente da sua escolha ou preferência, lembre-se de visitar o apartamento.

Quitinetes e lofts

Vale destacar ainda outras opções, como quitinetes e lofts. As quitinetes são modelos mais populares e conhecidos do que as demais opções. Elas são bastante escolhidas por estudantes e pessoas que querem morar sozinhas sem grandes complicações. Essa alternativa não conta com os mesmos serviços dos studios e flats, mas é compatível no quesito praticidade.

Os lofts são as opções de maior espaço entre todas as citadas neste artigo, pois podem ter mais de 50 m². O modelo surgiu nos Estados Unidos, nas décadas de 60 e 70, quando galpões industriais foram transformados em espaços habitacionais.

A decoração costuma seguir a linha industrial, o que dá um aspecto bem moderno a esse tipo de habitação. Geralmente, há um mezanino, sendo esse um diferencial extra no imóvel. Quem quer um pouco mais de requinte e sofisticação provavelmente preferirá o loft.

Como vimos, existem diversas opções de moradia para quem busca praticidade. Muitas vezes, morar perto do trabalho ou do local de estudo e estar próximo das linhas de transporte público e da área comercial da cidade é o que há de mais inteligente quando falamos de viver em grandes centros urbanos. Agora que você tem as informações certas, aproveite para buscar um local que melhor atenda a seus interesses.

Gostou de saber como funcionam studios e flat, além das diferenças entre eles? Então, veja também como identificar e avaliar a qualidade construtiva de imóveis.

Powered by Rock Convert