5 cuidados ao comprar um apartamento antigo

apartamento antigo
Powered by Rock Convert

Grande parte das pessoas que moram de aluguel e perceberam que chegou o momento de comprar um imóvel não têm tempo nem condições financeiras de esperarem pelo término da construção de um apartamento na planta. A pressa de se mudar é um dos fatores que levam os compradores a procurarem um apartamento antigo, entendendo que essa é a única opção que resta.

Há diversas opções de apartamentos antigos à venda no mercado. Fazer uma boa pesquisa é o primeiro passo para uma tomada de decisão mais certeira. Nesse caminho, um dos fatores mais importantes a serem considerados é a localização. A partir do momento em que você faz uma análise de alguns pontos, como proximidade do metrô, boa mobilidade, possibilidade de desenvolvimento e valorização da área, já terá boas condições para iniciar a sua busca.

Mas é preciso, também, tomar alguns cuidados para que a negociação seja produtiva e para que a realização do sonho de ter um imóvel próprio não se transforme no pesadelo dos altos custos com reformas ou problemas judiciais. Por isso, neste artigo, vamos mostrar os 5 cuidados mais importantes que você deve ter ao comprar um apartamento antigo. Descubra!

1. Verifique o estado de conservação

Essa dica pode parecer a mais óbvia, mas, no momento da compra de um imóvel, muitas vezes, pela emoção, acabamos não prestando atenção a detalhes importantes e que podem estar ocultos em um primeiro momento. No entanto, é importante lembrar que reformar um apartamento antigo pode levar você a gastar muito mais do que o planejado.

Portanto, é preciso verificar bem o estado de conservação do imóvel. Pontos como instalações elétricas e hidráulicas são os que mais demandam atenção. Como ficam dentro das paredes, se precisarem ser trocadas, geram transtornos ao novo proprietário. Infiltrações e revestimentos desgastados também estão na lista de itens que devem ser observados.

2. Planeje o orçamento para a compra e possíveis reformas

Mesmo fazendo uma avaliação bem minuciosa dos pontos que elencamos anteriormente, é quase certo que você precisará fazer reformas ao comprar um imóvel antigo. Por isso, ao fazer o planejamento financeiro para a aquisição, além do dinheiro para impostos e taxas que devem ser pagos durante o processo, você deve considerar os custos de uma obra.

Além disso, lembre-se de que a burocracia para a compra de um apartamento usado pode ser maior nos casos em que for feito um financiamento imobiliário. Assim, os gastos com essa documentação também devem ser previstos no orçamento para a aquisição.

3. Visite o imóvel em diferentes dias e horários

Uma boa vistoria para ajudar na escolha do imóvel prevê que você faça visitas em dias e horários diferentes. Isso ajuda a realizar uma verificação menos emocional do apartamento, com a possibilidade de perceber se há muito barulho na rua, se o trânsito no entorno é intenso, se a vizinhança é tranquila e se o bairro é seguro. Também não se esqueça de verificar as condições de iluminação natural e ventilação.

Essa é uma boa chance, também, de fazer o reconhecimento da região. Você pode caminhar pelas ruas próximas para conhecer a infraestrutura de comércio e serviços e checar se há mercados, padarias, farmácias e outros estabelecimentos essenciais para garantir a sua comodidade. Vale procurar, se tiver filhos, escolas, parques e praças que possam ser frequentados por eles.

Por fim, é bom conversar com os vizinhos e entender um pouco das regras de convivência no condomínio. Aproveite para perguntar sobre o valor da taxa condominial e para obter informações sobre rateio de contas, possibilidade de instalação de internet e TV a cabo, entre outros dados que podem ser valiosos para você.

4. Verifique se o apartamento usado está regularizado

Lembra-se de que falamos que você deve se resguardar de problemas judiciais ao comprar um apartamento antigo? É sobre isso que tratamos quando mencionamos a regularização do imóvel. Alguns documentos importantes devem ser verificados (todos atualizados) antes que você assine qualquer papel para a aquisição. Veja quais são eles:

  • no Cartório de Registro de Imóveis, peça a certidão vintenária com negativa de ônus (ela informa se há pendência judicial, hipoteca, problemas com a titularidade, entre outros);
  • peça ao vendedor certidões negativas de títulos de protesto e de ação criminal ou civil, como divórcio em andamento ou ações trabalhistas. Também analise a certidão de débitos com o governo federal, estadual ou municipal nos últimos dez anos;
  • verifique a declaração de quitação das taxas de condomínio, que pode ser solicitada ao síndico.

5. Analise bem as condições do contrato

Por fim, depois de checar bem tudo o que mencionamos até aqui, é hora de dar atenção ao contrato. Fazer a negociação com o intermédio de uma imobiliária de confiança torna tudo mais seguro. De toda forma, é importante saber alguns pontos essenciais que devem estar previstos no documento de compra e venda, em especial no caso de apartamentos antigos.

Todas as cláusulas devem estar claras e precisam ser redigidas de forma legível, de preferência com destaque para aquelas que limitam os seus direitos como comprador. Não deixe de esclarecer todas as dúvidas com o vendedor antes de assinar o contrato. Ter um advogado por perto para ajudar na leitura pode ser bastante útil.

Além disso, o documento deve ter todas as informações sobre ajustes, valores, formas de pagamento, condições e data da entrega do imóvel, bem como dados pessoais, tanto do comprador quanto do vendedor, penalidades e data de assinatura da escritura e do registro. Tenha atenção especial às cláusulas referentes a eventuais rescisões e providencie, quanto antes, a lavratura da escritura e o registro no Cartório de Registro de Imóveis.

Por fim, destacamos que, além da opção de comprar um apartamento antigo, você pode encontrar ótimas alternativas no mercado imobiliário de imóveis recém-construídos e que nunca tiveram moradores. A grande vantagem é que está tudo novinho e você pode se mudar sem grandes esforços.

Ficou interessado em saber mais sobre como adquirir um imóvel pronto para morar, sem que ele seja necessariamente usado? Então, leia mais sobre isso e entenda por que essa pode ser a sua melhor escolha!


Powered by Rock Convert
Powered by Rock Convert